Mãe abandona três crianças em casebre no lixão de Manacapuru

As crianças de 10, 06 anos e um bebê de 5 meses estavam vivendo em condições insalubres no meio do lixo em casa localizada em invasão no lixão no KM 02 da Rodovia AM 352.


#nahora


Uma situação de extrema vulnerabilidade, esse foi o cenário e as condições encontradas pelos Conselheiros Tutelares de Manacapuru, ao ir até ao lixão de Manacapuru, localizado no KM 02 da Rodovia AM 352, para atender uma denúncia de abandono de incapaz. Ao chegar no casebre, construído dentro do lixão, os conselheiros se deparam com três crianças, em situação de total abandono.


"Um situação muito triste de vulnerabilidade total, quando chegamos no local, nos deparamos com as três crianças sozinhas, e a menina de 06 anos, estava tentando acalentar o bebê de apenas 05 meses que estava aos prantos, a casa muito suja, com lixo e roupas espalhadas por todo canto, muito sujo, um cena de total abandono". Ressaltou Milca Ruíz, conselheira tutelar.

As crianças foram resgatadas e primeiramente encaminhadas para um abrigo do município em seguida, duas delas foram entregues aos pais, e uma foi entregue a uma tia. A mãe, segundo a denúncia, é usuária de drogas, e inclusive, fazia uso de produto entorpecente com o bebê de 05 meses no colo.


"Nós ficamos preocupados porque segundo relatos dos moradores ela usava droga com a criança no colo, e a bebê consequentemente inalava também a droga, nós temos esse relato dos moradores registrado aqui no conselho tutelar" Destacou a conselheira

Segundo informações registradas na delegacia, horas após as crianças terem sido resgatadas, a mulher apareceu no local e começou a insultar e a querer brigar com os moradores, que revoltados atearam fogo no casebre com todos os pertences dentro.


"Essa foi uma grande preocupação, graças a Deus nós já havíamos resgatados as crianças, porque logo após a casa dela foi incendiada, nós registramos o caso na delegacia, inclusive o menino de 10 anos, já foi ouvido e nós também representamos o caso ao Ministério Público ao ponto de buscar que esta genitora seja responsabilizada e tenha a tutela destituída uma vez que ela não tem condições para criar os filhos". Finalizou

Nossa equipe falou com o pai do bebê de 05 meses, ele relatou que tem buscado desde o nascimento do filho, ter acesso para cuida-lo mas sempre foi impedido pela mãe e lamentou o fato da criança esta vivendo nas condições encontradas pelo Conselho Tutelar.



0 comentário

Receba nossas atualizações

  • Ícone do Facebook Branco
  • Ícone do Twitter Branco

© 2019 Na Hora Fatos Portal de Notícias - Editor-chefe: Érisson Araújo