Governador Wilson Lima implantou sete salas de cultura no interior do Amazonas

Ao todo, sete municípios já receberam investimentos para a área da cultura através das ações do Governo Presente


#nahora

Com o objetivo de identificar o potencial de cada cidade e despertar o público para a produção e arte, o Governo do Amazonas já investiu, neste ano, em sete “Salas de Cultura” no interior do Estado. A iniciativa segue determinação do governador Wilson Lima.



O projeto, por meio da Secretaria de Estado de Cultura e Economia Criativa, Agência Amazonense de Desenvolvimento Cultural (AADC) e Liceu de Artes e Ofícios Claudio Santoro, vem contemplando a população dos municípios.


Através das ações do programa Governo Presente, os municípios de Rio Preto da Eva, Careiro da Várzea, Carauari, Benjamin Constant, Codajás, Caapiranga e Urucurituba foram beneficiados com os investimentos na área da cultura.


Ao todo, o Estado já repassou 70 violões, 35 teclados, 350 flautas doces, materiais para as aulas de dança, teatro, música, artes visuais, maquiagem artística, além de projetor de vídeos e de sete estações da Leitura do Mania de Ler.


De acordo com o secretário de Cultura do Estado, Marcos Apolo, a Sala de Cultura é um projeto inovador, inédito, que vai alcançar jovens e crianças, sendo fundamental para o desenvolvimento cultural e representativo de cada município.


“É uma ação importante para o Estado, porque a Sala de Cultura vai oferecer aulas do Liceu Digital. É orientação do Governo Wilson Lima, que fizéssemos essa difusão das atividades do Liceu de Artes e Ofícios Claudio Santoro e isso tudo está sendo viabilizado pela Secretaria de Cultura e Economia Criativa em parceria com a Agência Amazonense de Desenvolvimento Cultural”, declarou o secretário.


Um dos beneficiados foi o município de Urucurituba (a 208 quilômetros de Manaus). Na semana passada, o governador Wilson Lima fez um repasse para a Prefeitura da cidade de 65 instrumentos para equipar mais uma “Sala de Cultura”, além de materiais para as aulas de dança, teatro, música, artes visuais, maquiagem artística e uma estação da Leitura do Mania de Ler.


O secretário de Juventude, Cultura e Cidadania do município de Urucurituba, Maick Soares, ressalta que esse é um momento histórico.



“Esses instrumentos darão suporte às aulas hoje oferecidas pelo Liceu Digital, mas também por outros projetos que serão criados aqui no município. É uma forma de fomentar a arte, fomentar a cultura, e dar oportunidades para jovens, crianças, adultos e formar cidadãos e profissionais”, ressaltou Maick.


O gerente do Departamento de Cultura e Eventos do município, Amarildo Silva, enfatiza que a cultura é fundamental para despertar a sensibilidade e o instinto criativo da população.


“Aqui nós temos uma demanda de crianças que têm uma tendência muita aguda tanto para área musical, quanto dança, desenho, tanto é que tivemos mais de 100 inscritos nos projetos. Então, para a gente foi muito importante e vai nos ajudar bastante”, disse.


Liceu Digital

O projeto oferece videoaulas, que são colocadas em prática com material didático de apoio e contam com tradução em libras e legenda, permitindo acessibilidade.


Os municípios participantes montaram um polo para execução das aulas, com salas equipadas com computador, caixas de som, projetor, internet, materiais e instrumentos musicais.



0 comentário