Com segurança reforçada, operação Arena 37 encerra sem intercorrências

Mais de 33 mil pessoas foram até a Arena da Amazônia na noite da quinta-feira (19/05)

#nahora


Com o reforço no policiamento, a Secretaria de Segurança Pública do Amazonas (SSP-AM) encerrou a operação Arena 37 sem registros de grandes ocorrências, na noite da quinta-feira (19/05). Com a ativação do Sistema Integrado de Comando e Controle (SICC), no Centro Integrado de Comando e Controle Local (CICC-L), a operação foi deflagrada para monitorar o perímetro interno e externo da Arena da Amazônia Vivaldo Lima, onde aconteceu o jogo entre Vasco e Guarani, válido pela 8ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro. Mais de 33 mil pessoas foram ao estádio para prestigiar a partida.


Por determinação do governador Wilson Lima, o secretário de Segurança Pública do Amazonas, general Carlos Alberto Mansur, colocou as estruturas da segurança à disposição do evento futebolístico e convocou órgãos estaduais e municipais para atuar de forma integrada com monitoramento de câmeras e atuação em pronta resposta.

“Tivemos uma atenção especial a este jogo. Montamos o nosso Centro Integrado de Comando e Controle Local em grandes eventos, e esse é o nosso padrão de trabalho, com órgãos do Município, Estado e Segurança Pública. Foram várias viaturas da Polícia Militar, Corpo de Bombeiros e agentes da Polícia Civil”, disse o secretário.


Efetivo

Além de servidores da SSP-AM, por meio das secretarias executivas adjuntas de Planejamento e Gestão Integrada (Seagi), Operações (Seaop) e Inteligência (Seai); Ouvidoria Geral; e Corregedoria-Geral, a ativação do CICC-L contou com representantes da Polícia Militar (PMAM); Polícia Civil (PC-AM); Corpo de Bombeiros Militar (CBMAM); Departamento Estadual de Trânsito (Detran-AM); Fundação Amazonas de Alto Rendimento (Faar); Secretaria de Estado de Saúde (SES-AM); Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu); Conselho Tutelar; e Instituto Municipal de Mobilidade Urbana (IMMU).



0 comentário