Vídeo || Vereadores brigam dentro da Câmara Municipal de Manacapuru

Depois do hilário caso de MMA Político em Borba, agora, foi a vez de Manacapuru registrar briga entre vereadores.


#nahora


A manhã desta terça-feira (14), os ânimos se exaltaram na sala de reunião da Câmara Municipal de Manacapuru, quando os vereadores Ezequias Carvalho (O Sabãozinho) e o vereador Júnior de Paula, segundo apurou nossa equipe, chegaram a ir as vias de fato.



Tudo começou ainda no plenário da CMM, depois que o vereador Sabãozinho teria espirrado próximo ao vereador Pedro Henrique, o mesmo rindo, se afasta do local dizendo "pqp o Sabãozinho está gripado aqui perto de mim, doido!". Veja vídeo



Logo em seguida Pedro Henrique pediu a palavra para solicitar ao presidente da casa, o vereador Sassá, a dispensa de Sabãozinho. "Que Vsa. Excelência libere o colega porque está espirrando próximo de mim". falou a risada. Assista



No momento em que os vereadores se retiraram, após o chamado primeiro expediente para tomar café, a confusão ficou mais acalorada, segundo apurou nossa equipe, Sabãozinho desconfortável com a situação gerada em plenário foi tirar satisfações com Pedro Henrique, e na hora da discussão, Sabãozinho jogou um copo de vidro com abacatada contra Pedro Henrique, segundo relatos, o copo por pouco não atingiu o rosto do parlamentar. Revoltado com a situação, o vereador Di Paula tomou as dores e partiu para cima do vereador Sabãozinho, chegando a irem para as vias de fato, o que não ficou pior, porque os demais presentes na sala, intervieram para apartar a briga.


O que dizem os envolvidos
Pedro Henrique e Sabãozinho sentam lado a lado no Plenário da Câmara Municipal de Manacapuru

Nossa equipe procurou as partes envolvidas para ouvir as versões sobre o caso ocorrido, o primeiro a se manifestar foi o Vereador Pedro Henrique, que informou que sua preocupação com os espirros do vereador foi pertinente, uma vez que o mesmo contraiu a Covid-19 e por pouco não morreu.


"Na verdade não foi uma brincadeira, eu fui vítima da Covid-19, então tem uma preocupação da minha parte, e o vereador Sabãozinho estava espirrando, então eu solicitei a palavra e pelo fato dele esta espirrando, pedi para o presidente o deliberasse, e que por ventura os demais vereadores que se sentisse mal, que não viesse para a Câmara, porque eu quase pago um preço com minha vida" Disse Pedro Henrique

Em relação a confusão posterior ao ato no plenário da CMM, o vereador deu sua versão.


"Nós estávamos na hora do café, então eu estava sentado de cabeça baixa, quando o vereador Sabãozinho começou a me questionar e eu disse 'cara', se tu ta gripado fica em casa pô, e continuei no meu canto, foi quando ele arremessou um copo de abacatada que estava cheio, e para honra e glória de Deus, esse copo não pegou no meu rosto, porque poderia ter me causado vários problemas, como me cegar, fazer vários cortes no meu rosto, mas graças a Deus pegou no meu ombro e o suco derramou no meu rosto. Eu já conversei com o presidente sobre isso, devo fazer uma representação formal, porque ele me atingiu sem eu esperar, jogou um objeto eu estando de cabeça baixa, poderia inclusive ter me matado, então, essa formalização tem que ter, porque hoje foi comigo, amanhã pode ser com A com B, já que ninguém esperava essa atitude desequilibrada dele". Finalizou Pedro Henrique.

Arquivo CMM: Sabãozinho em pronunciamento no Plenário da Câmara Municipal de Manacapuru

Ao ser procurado, o vereador Sabãozinho explicou que o ocorrido não foi nada demais, e que a atitude de ter lançado o copo, foi porque o vereador estava a horas insinuando que o mesmo estava doente com a covid-19.


"São situações que acontecem e não houve nada demais, ele (Pedro Henrique) ficou insinuando uma situação de doença que não existe, e la dentro, ele voltou a fazer essas brincadeiras, eu joguei o copo nele, não foi para acerta-lo, tanto é, que nem chegou a atingi-lo em cheio, foi quando o Di Paulo veio pra cima de mim, e os outros vereadores se meteram" Disse Sabãozinho

Questionado se ele teria sido agredido pelo vereador Di Paula, Sabãozinho foi enfático em negar.

"Só se eu tivesse amarrado, porque se ele (Di Paula) me batesse iria levar também, e com o Di Paula, até o desafio, se ele quiser eu tenho certeza que ganho dele até nos votos". Finalizou Sabãozinho

Arquivo CMM: Júnior Di Paula discursando na Tribuna da Câmara Municipal de Manacapuru

Nossa equipe procurou também o vereador Júnior Di Paula, que negou ter agredido ou ter ido as vias de fato com o vereador Sabãozinho, segundo ele, ocorreu uma discussão acalorada porque ninguém esperava a atitude dele para com o vereador Pedro Henrique.


"Não teve agressão nenhuma, apenas uma discussão que logo foi interrompida pelos demais vereadores, porque todos nós ficamos surpresos com a atitude do Sabãozinho, que jogou o copo no colega, mas essas discussões são comuns, mas nunca chegamos a briga, da minha parte esta tudo certo, até porque estamos ali pelo um bem comum, que é discutir aquilo que é de interesse da população". Disse Di Paula

0 comentário