Três casas desabaram e outras sete foram interditadas devidos as fortes chuvas em Manacapuru

Pelos menos cinco bairros apresentaram alagações e prejuízos aos moradores.


#nahora


Apesar do sol que deu o ar da graça durante todo o domingo (04), a noite foi o temporal o protagonista, causando transtornos, prejuízos e até desabamento de casas. De acordo com Defesa Civil de Manacapuru, pelo menos cinco bairros de Manacapuru, apresentaram ocorrências, a mais grave, ocorreu no Ramal do Castanheira, que fica sobre o antigo lixão de Manacapuru, no Km 01 da AM 352, além das três casas que desabaram, outras quatro foram condenadas.



Segundo Daniel Aguiar, secretário da Defesa Civil de Manacapuru, o local é uma área de risco, e que pessoas ainda que tivessem conhecimento, construíram residencias no local, indo contra as orientações do DC.


"Esse é um local de eminente risco por se tratar de uma área de lixão, nós orientamos as famílias a respeito dos perigos, no local, registramos o desabamento de três casas, após o barranco ceder, e outras quatro ficaram comprometidas e foram interditadas pela Defesa Civil, nós estamos nas ruas desde o domingo, atendendo os chamados, e buscando dar o suporte para as famílias atingidas, algumas estão sendo direcionadas para o aluguel social, outras estão tendo o suporte para ir para locais mais seguros" Destacou Daniel


No Vale Verde, uma casa também foi interditada por apresentar riscos de desabamento, e bairros como Morada do Sol, Dona Ely, Novo Horizonte, apresentaram ocorrências de alagação.


"A gente tem orientado as pessoas a procurar a Defesa Civil, para pedir orientação sobre as áreas de construção de residências, para evitar transtornos futuros ou perdas, nós estamos trabalhado diuturnamente, para amenizar esses problemas, fizemos levantamento de áreas de riscos, retiramos muitas famílias, fazemos orientação, mas precisamos que as pessoas entendam que os maiores prejudicados são eles mesmo quando constroem casas em locais de riscos". Finalizou Daniel






0 comentário