SES participa de encontro do Planejamento Regional Integrado para regionalização de saúde no estado

Projeto visa fortalecer gestão estratégica tripartite do SUS para implementação do processo de descentralização dos serviços para o interior

#nahora


A Secretaria de Estado de Saúde (SES-AM) participou, nesta terça-feira (31/05), do encontro de Validação dos Produtos da Fase 02 do projeto de “Fortalecimento dos Processos de Governança, Organização e Integração da Rede de Atenção à Saúde: regionalização”. A iniciativa visa apoiar o Planejamento Regional Integrado (PRI) para construção do Plano Macrorregional de Saúde envolvendo as Regiões e Macrorregiões de Saúde do Amazonas e organização e funcionamento das Redes de Atenção à Saúde (RAS) no estado.


O evento teve a participação de representantes das secretarias municipais de Saúde, do Conselho de Secretários Municipais de Saúde do Amazonas (Cosems-AM), da Superintendência Estadual do Ministério da Saúde (MS), dos Distritos de Saúde Indígena (Dseis), das Comissões Intergestores Bipartite e Regionais e do Controle Social, além dos coordenadores do Hospital Alemão Oswaldo Cruz (HAOC), responsáveis pelo apoio técnico e metodológico do projeto.

A secretária executiva adjunta de Políticas de Saúde da SES-AM, Rita Almeida, destacou, durante a abertura do evento, a importância do trabalho de regionalização de saúde em um estado de grande dimensão territorial, como é o Amazonas.

“Nós temos notado que o Ministério da Saúde edita normas e portarias que muitas vezes vêm de maneira descendente e que muitas vezes não contemplam as especificidades da região. E é muito difícil convencê-los de que a nossa realidade é diferente e que ajustes se fazem necessários para que nós consigamos contemplar todas as solicitações que nos são dadas por meio das portarias, decretos e normas”, afirmou.

Durante o evento foram realizadas oficinas para validação dos produtos da fase 2 do projeto. Os participantes das três esferas gestora do SUS foram divididos em grupos para avaliação dos produtos por macrorregião. Após as oficinas, os grupos se reúnem para apresentar e validar os trabalhos avaliados durante a oficina.

Todos os produtos foram elaborados nas oficinas junto aos Grupos Macrorregionais Central e Leste durante os meses de março, abril e maio deste ano. Os produtos a serem validados durante o encontro será o diagnóstico situacional do PRI, ou seja, em que momento o Amazonas se encontra em relação às etapas que compõem o planejamento, tendo como base as normativas e o cronograma de elaboração e operacionalização para os anos de 2022 e 2023.

Projeto

Dividido em seis fases, o projeto do MS, por meio do Programa de Apoio ao Desenvolvimento Institucional do Sistema Único de Saúde (Proadi-SUS), visa fortalecer a gestão estratégica tripartite do SUS para a implementação do processo de PRI e o aprimoramento da governança macrorregionais do SUS.

O projeto tem como premissas técnicas e diretrizes metodológicas: planejamento ascendente; foco nas necessidades de saúde do território; APS como coordenadora do cuidado e ordenadora das RAS; integração das ações de vigilância e assistência; e empoderamento e protagonismo dos atores locais, construindo autonomia técnica no território.

0 comentário