Sem ocorrências graves, SES divulga balanço de atendimentos em saúde durante Festival de Parintins

Chegou a 128 o número de pacientes socorridos nos ambulatórios montados pelo Governo do Estado no Bumbódromo, nos três dias do evento

#nahora


Na terceira e última noite do 55º Festival Folclórico de Parintins, 109 atendimentos de emergência foram realizados nas estruturas de saúde instaladas pelo Governo do Amazonas, por meio da Secretaria de Estado de Saúde (SES-AM), na Ilha Tupinambarana (a 369 quilômetros de Manaus). Desde a Festa dos Visitantes, foram contabilizados 544 atendimentos clínicos, de enfermaria e com especialistas em cardiologia, traumatologia, oftalmologia e neurologia.


Síndrome gripal, diarreia, trauma, acidente de trânsito, intoxicação alimentar, amigdalite e acidente de trabalho estão entre a causas mais recorrentes dos atendimentos, segundo a sala de Análise de Situação de Saúde, montada pela SES-AM e em parceria com a Fundação de Vigilância em Saúde do Amazonas – Drª Rosemary Costa Pinto (FVS-RCP) e a Secretaria Municipal de Saúde. Nos ambulatórios, a demanda maior foi por hipertensão, fadiga, cefaleia e desidratação.

Do total de 109 registros nas últimas 24 horas, 48 foram nos ambulatórios Azul e Vermelho, montados pelo Governo do Estado no Bumbódromo, sendo 24 na área do Caprichoso e 24 no Garantido. Nos três dias de apresentações, foram 128 pacientes atendidos nos locais, sendo 46 atendimentos aos brincantes do Touro Negro e 52 do Boi Vermelho e Branco.

No domingo (26/06) foram registrados ainda 29 atendimentos no Hospital Jofre Cohen e 22 na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do Bumbódromo, administrados pela Prefeitura de Parintins.

“Trouxemos cerca de 60 profissionais para o maior festival de todos os tempos, e todos cumpriram a missão de garantir que os brincantes aproveitassem a festa com todo o suporte em saúde à disposição, dentro e fora do Bumbódromo. Finalizamos as três noites com mais de 500 atendimentos, sendo que nenhum deles com gravidade”, afirma Anoar Samad, secretário de Estado de Saúde.

Dos registros nos ambulatórios, a maioria dos atendimentos aos brincantes e trabalhadores foram referentes a fadiga, cefaleia e desidratação. Os dados apontam que 44,4% dos pacientes atendidos nas estruturas de saúde, no domingo, são de residentes de Parintins, 41,8% são turistas nacionais, 0,3% turistas internacionais, 8,8% trabalhadores do evento e 4,8% outros.

Estrutura

Além dos ambulatórios Azul e Vermelho, três ambulâncias atuaram no suporte às ações de saúde nas três noites do festival e realizaram sete remoções. Os veículos ficaram estacionados durante o período diurno no aeroporto Júlio Belém, no balneário Cantagalo, localizado na comunidade do Aninga, e na Praça Digital, no Centro.

No período noturno as ambulâncias foram deslocadas para o Bumbódromo, para dar suporte aos eventos de saúde durante as apresentações dos bois Caprichoso e Garantido.

Vacinação

A SES-AM, por meio da FVS-RCP, também realizou campanha de intensificação da vacinação durante os dias de festival, totalizando a aplicação de 221 doses, sendo 107 doses de imunizante contra a Covid-19, 75 contra a Influenza e 39 contra o sarampo.

0 comentário