Preso France Daik suspeito ser o mandante do assassinato de Jacó, crime ocorreu no KM 25 da AM 352

O primeiro suspeito já havia sido preso um dia após o crime, a polícia tenta prender agora o terceiro envolvido.


#nahora


Após intenso trabalho de investigação de Policiais Civis da Delegacia de Manacapuru, conseguiram realizar a prisão de France Daik, vulgo Dada, que é suspeito de ter encomendado a morte de Jacó Araújo Pinheiro (25), que foi brutalmente assassinado após uma emboscada no Ramal do Chicão no KM 25 da Rodovia AM 352.


Dadá suspeito de ser o mandante do homicídio de Jacó Pinheiro

De acordo com as investigações da Delegacia de Manacapuru, uma dívida pelo não pagamento de um serviço, teria motivado o crime, Dadá foi preso em Manaus, onde estava escondido desde o dia posterior ao crime que ocorreu em 5 de janeiro. Segundo a polícia, ele é apontado como o mandante do crime.


"Essa vítima supostamente deveria a ele uma dívida por conta da produção de carvão que faziam no local, então, o Dadá contratou duas pessoas com promessa da oferta de 2 mil reais caso para que eles matasse o Jacó, então essa dupla foi durante a noite do dia 5 de janeiro e chamaram o vítima que estava em casa, em seguida, realizaram o homicídio desferindo várias facadas, inclusive praticando esgorjamento na vítima". Disse Rodrigo Torres, delegado de Manacapuru.

Um primeiro envolvido no crime já havia sido preso pela Polícia Civil de Manacapuru, Emerson Araújo, que segundo as investigações foi um dos executores do homicídio de Jacó, esse suspeito foi preso um dia após o crime, na própria comunidade rural onde ocorreu o assassinato.

Emerson Araújo, suspeito de ser um dos executores contratados para matar Jacó


As investigações da Polícia Civil seguem para tentar prender o terceiro envolvido nesse crime, de acordo com a Delegacia de Manacapuru toda a qualificação e identificação dos envolvidos já foram realizadas.



Jacó Araújo Pinheiro, vítima de homicídio supostamente motivado por uma dívida



0 comentário