Mulher é flagrada tentando entrar no presídio com texto escrito no corpo para marido preso ler.

Visitante do CDPM 1 tentou entrar na unidade com um texto processual escrito nas costas e pernas, em outro flagra um homem foi pego tentando entrar no Puraquequara com uma bateria no ânus.


#nahora Por Érisson Araújo


É comum você ver no noticiário visitantes tentando entrar no presídio com vários objetos ilícitos como drogas, armas e até celulares. Mas uma cena inusitada foi flagrada neste domingo (16), no Centro de Detenção Provisória Masculino 1 (CDPM 1), que fica no KM 08 da BR-174, onde uma mulher foi pega durante a revista com um texto processual escrito a punho nas próprias costas e pernas.


De acordo com o diretor da unidade, Erivan Miller, a mulher apresentou nervosismo durante o processo de revista, e durante a fiscalização, um agente de socialização notou as escritas na perna da visitante, foi aí que o descobriram que o restante do corpo também estava com as escritas.


Por conta do ato ilegal, a mulher recebeu uma suspensão temporária por 30 dias do cadastro de visitante, ficando impedida assim de ver o esposo.


Por incrível que pareça, menos inusitado que a escrita no corpo, foi um flagra que ocorreu no ultimo sábado (15), quando um homem foi descoberto tentando entrar na Unidade Prisional do Puraquequara, com uma bateria no ânus.

0 comentário