Manacapuru | Valentão agrediu a mulher e após ser preso passou mal e precisou de atendimento médico

Suspeito não gostou de ter chegado em casa embriagado e não ter encontrado a companheira, quando ela chegou foi recebida a socos.


#nahora


Um homem de 32 anos foi preso em Manacapuru, acusado de ter agredido a própria esposa, de 40 anos. De acordo com o registro na Delegacia de Manacapuru, o suspeito ficou valente, após chegar embriagado em casa e não encontrar a companheira, quando a companheira chegou, foi recebida com um soco no rosto, em seguida, ele desferiu vários golpes contra a vítima, que procurou a delegacia da cidade para denunciar o caso, apresentado vários hematomas no rosto e pelo corpo.



Após tomar conhecimento do caso, os investigadores da Delegacia de Manacapuru, foram então até a casa do valentão, que ainda tentou resistir a prisão, mas findou capturado e levado para a carceragem da delegacia de Manacapuru.


"Nós recebemos essa denúncia feita pela própria vítima, que chegou até aqui apresentando vários hematomas no rosto, após sofrer as agressões proferidas pelo próprio companheiro, que ficou bravo, após chegar em casa embriagado e não encontrar a mulher, ele esperou ela chegar e a agrediu, ela pediu ajuda de uma vizinha, e veio até a delegacia denunciar o caso, a equipe de investigadores foi até a residência, e lá encontrou o homem, que ainda tentou resistir a prisão, ele foi trazido para a delegacia, onde foi lavrado o auto de prisão em flagrante por lesão corporal e injúria no contexto da violência doméstica". Disse Roberta Merly, delegada especializada de Manacapuru


O que chamou a atenção nesse caso, é que o homem, ao ser encaminhado para a carceragem da delegacia, passou mal dentro de uma das celas do local, e precisou de atendimento médico, uma ambulância foi chamada e o conduziu para o Hospital Lázaro Reis.


Publicidade


Segundo denunciou a vitima, apesar desse ser o primeiro Boletim de Ocorrência registrado por ela, a mesma já foi agredida outras vezes pelo companheiro.


"Ela relata que essa é a primeira denúncia que ela registra, mas que já vinha sofrendo agressões há tempos, a gente sempre ressalta a importância do registro na delegacia, para que a gente possa agir com o objetivo de cessar essas agressões, muitas mulheres não denunciam, porque acreditam que o companheiro vai mudar, e não percebem que as agressões vão ficando pior a cada dia, começa com ofensas, depois agressões físicas, até chegar ao extremo que é a femicídio tentado, ou o próprio feminicídio, que aí infelizmente não terá mais jeito, nada irá trazer essa vítima de volta". Destacou Merly.




0 comentário