Mãe é suspeita de tentar vender o filho para pagar dívida em boca de fumo

Caso foi denunciado ao Conselho Tutelar de Manacapuru que encaminhou para a Polícia Civil e Ministério Público que passam a apurar o caso.


#nahora


Um mulher de 20 anos está sendo investigada em Manacapuru após a mesma tentar vendar o filho, um bebê de apenas 7 meses, por 200 reais, supostamente para pagar uma dívida com o tráfico de drogas. De acordo com a denuncia que chegou ao Conselho Tutelar de Manacapuru, a mulher teria oferecido a criança para vizinhos alegando esta precisando desse dinheiro para pagar a boca de fumo.



Após receber as denúncias, uma equipe do Conselho Tutelar foi até a residencia da mulher e lá a encontrou com a criança, segunda Milca Ruíz, conselheira, o local é insalubre, e a mulher confessou as informações repassadas na denúncia.


"Nós recebemos essa denúncia onde uma mãe estaria tentando vender uma criança, o próprio filho, um bebê de 7 meses, por duzentos reais, para pagar uma dívida em uma boca de fundo, ela seria usuária de drogas, então, a gente foi até o local onde ela estava com essa criança, e esse local é de extrema vulnerabilidade, não tem as condições que uma criança precisa pra sobreviver, realizamos o resgate dessa criança, e entregamos para uma tia paterna que foi até ao Conselho Tutelar, inclusive essa tia já tinha tentando ajudar na criação da criança, mas segundo relatos da mesma, tudo que a mãe pegava, ela vendia para comprar droga". Disse Milca Ruiz

Durante a abordagem, segundo a conselheira, a mulher confessou ser usuária de drogas e confirmou a denúncia de ter tentado vender a criança.


"Ela admitiu, e por esse motivo, infelizmente nós precisamos tirar a criança dela, nós comunicamos a Delegacia de Manacapuru e vamos noticiar o Ministério Público para que os órgãos possam acompanhar essa situação, e também comunicamos o Creas para um acompanhamento psicossocial de todo esse contexto familiar". Ressaltou a conselheira.

O Inquérito Policial foi instaurado na Delegacia de Manacapuru e será encaminhado a justiça para que as providências sejam tomadas.


O que chamou a atenção é que este foi o segundo caso, em menos de uma semana onde as genitoras supostamente viciadas em drogas, colocam em risco os filhos. No inicio da semana, uma mulher abandonou três filhos em um casebre no lixão.


0 comentário