Ladrões fazem família refém no Residencial Manacapuru e ameaça atear fogo em todos

Os momentos de terror, tortura e ameaça durou mais de meia hora, quando três homens invadiram uma casa no Residencial Manacapuru para roubar.


#nahora


Frios e truculentos, assim ficaram definidos os três criminosos que invadiram na manhã desta terça-feira (19), uma casa localizada no Residencial Manacapuru. De acordo com relatos da vítima, era por volta das 6h da manhã, quando ele estava saindo para trabalhar, e foi abordado pelo trio, que invadiu o local e fez ele, a esposa, a filha e uma coleguinha da filha de reféns, todos foram amarrados e torturados. Nos adultos, os ladrões jogaram álcool e ameaçava atear fogo caso não fossem lhes dado dinheiro.



"Eles já chegaram de forma agressiva, amarram eu, minha esposa e as crianças, e começou os momentos de tortura que durou mais de meia hora, eles queriam dinheiro, mesmo a gente dando tudo que a gente tinha, eles queriam mais dinheiro, ameaçavam levar minha filha, jogaram álcool na gente dizendo que iam atear fogo caso não dessemos dinheiro, eu pensei que eu ia morrer, eles levaram o dinheiro que nós tínhamos e ainda fizemos um pix de tudo que a gente tinha e mesmo assim eles continuaram a querer mais". Ressaltou a vítima


De acordo com o homem, nem as crianças escaparam das agressões dos bandidos.


"Foi o momento mais difícil, quando eles pegaram a minha filha e falaram que iam levar ela, eles queriam levar ela alegando que eu não tinha dado todo o dinheiro para eles, depois colocaram tudo que puderam dentro do nosso carro, até os brinquedos das crianças, jóias, a televisão, vários bens materiais, em seguida fugiram". Destacou.

De acordo com o Delegado Rodrigo Torres, logo após ter conhecimento do crime, a equipe de investigadores iniciou os trabalhos que resultou na identificação de um dos autores do crime, a partir o trabalho de inteligência de Manacapuru, conseguiu refazer o caminho percorrido pelos criminosos, até descobrir que o trio estava escondido em um hotel localizado no centro de Manaus.


Dr. Rodrigo Torres - Delegado de Manacapuru


Publicação


Os presos foram identificados como: Davi Abrão Cartaxo (24), vulgo Ribeirinho, Fábio Gomes Vieira (29), vulgo JP e Thiago Freitas Gonçalves (23), vulgo TH, com o trio os policiais civis, conseguiram recuperar todos os objetos da vítima, bem como o carro que foi abandonado em via pública de Manacapuru, também foi localizado. Agradecido pela vida da família a vítima agradeceu o empenho da Policia Civil de Manacapuru.




"Graças a Deus, apesar de todos os traumas nós estamos bem, e gratos pelo belíssimo trabalho da Polícia Civil de Manacapuru, eles foram incansáveis, trabalharam no sol e chuva para conseguir recuperar nossos pertences e prender esses criminosos, eu louvo a Deus pela vida de cada um deles, que o senhor possa protege-los, e dizer da minha gratidão de poder ter de volta tudo aquilo que nos foi levado". Finalizou



0 comentário