Justiça determina que Prefeitura de Manacapuru pague em até 24 horas conta com Amazonas Energia

O descumprimento acarretará no corte de fornecimento de energia dos serviços não essenciais (praças, feiras e prédios públicos) e ainda o bloqueio do valor da dívida na contas da prefeitura.


#nahora

Por Érisson Araújo


O corte de energia nos prédios públicos volta a assombrar a Prefeitura de Manacapuru e consequentemente a população que precisa desses locais. Tudo isso, porque o prefeito de descumpriu acordo para pagamento das contas atuais da Prefeitura o que resultou em uma decisão judicial assinada pelo juiz substituto da 1ª Vara Cível da Comarca de Manacapuru, Geildson de Souza Lima, que determinou o pagamento da quantia de 165.478,06 ( Cento e sessenta e cinco mil, quatrocentos e sessenta e oito reais e seis centavos ) à Amazonas Energia referente as faturas vencidas em 28/08 e 28/09 de 2019.

Beto Dangelo , prefeito de Manacapuru / Foto divulgação

Na decisão, o juiz esclarece que o não cumprimento acarretará em bloqueio dos valores em aberto, assim também, como do corte do fornecimento de energia dos serviços não essenciais ação que já havia sido determinada em decisão anterior do Tribuna de Justiça do Amazonas.

O valor total da dívida entre a Prefeitura de Manacapuru e a concessionária de energia já ultrapassa 53 milhões de reais. Em audiência, a Prefeitura se negou em fazer um acordo com a Amazonas Energia para redução e parcelamento desse valor, alegando ser dívida de gestões anteriores, porém, se comprometeu em manter em dias o pagamento dos valores relacionados ao consumo atual, o que não se cumpriu, e essa foi a motivação segundo o magistrado que motivou a determinação judicial.



0 comentário