Junho começou com o registro de mortes de moradores de Manacapuru por Covid-19

io público Melk Dhony Oliveira e a professora Lucilene Lopes, morreram nesta quarta-feira (02), vítimas da doença.


#nahora



Mais um dia triste para Manacapuru, nesta quarta-feira (02), a cidade voltou a ter o registro de mortes por covid-19.


Melk Dhony Oliveira e Lucilene Lopez, ele, funcionário público, ela, professora, ambos jovens, mas nem a juventude e as condições saudáveis de vida, foi capaz de impedir que o vírus se instalasse de forma cruel e fatal.


Hospitalizados no Hospital Delphina Aziz, Dhony e Lucilene lutaram pela vida, até chegar o dia do fim do sofrimento.


ESPERANÇA



O taxista Simei Sá (44), que esta internado no Hospital Delphina Aziz, continua sua luta pela vida. Na noite desta terça-feira (01), uma notícia falsa sobre sua morte causou pânico entre os familiares. Mas, na manhã desta quarta-feira (02), a família teve a oportunidade de visitar Simei, que em Manacapuru é conhecido como Garoto Show, e apesar do estado grave, ele continua sua batalha pela vida.


BOA NOTÍCIA

O fotógrafo Sandro Hiroshi, que comoveu as redes sociais, após informar sobre sua infecção e posterior internação e transferência para Manaus, após ter um agravamento nas condições respiratórias, Hiroshi recebeu alta e pode enfim voltar pra casa, na saída do hospital, reencontrou de forma emocionante seu pequeno filho, o Henrique Chaveirinho, que com um abraço apertado recepcionou o pai.



0 comentário