Irmão mata irmão a facadas no Bairro da Liberdade, em Manacapuru

A briga por conta do barulho de um conserto de uma motocicleta motivou a discussão que terminou em morte.


#nahora





Um homicídio foi registrado no fim da tarde desta quinta-feira (15), no Bairro da Liberdade, em Manacapuru. De acordo com informações repassadas por testemunhas e registradas na Delegacia de Manacapuru, vítima e suspeitos são irmãos e entraram em uma discussão após um deles se incomodar com o barulho feito pelo outro, durante o conserto de uma motocicleta.


Ismael Picanço Ferreira (33), foi morto a facadas pelo próprio irmão

Segundo informações da Polícia Militar, que foi chamada para atender a ocorrência, Ismael Picanço Ferreira (33), estava realizando um serviço de mecânica em sua motocicleta, na saleta da casa, localizada na Rua 13, quando o irmão identificado como Marcos Picanço Ferreira (31), teria se incomodado com o barulho e teria ido tirar satisfação com o irmão. Após a discussão, Marcos teria ido até a cozinha e pego uma faca, voltado até onde estava Ismael e desferido vários golpes contra o irmão.


Publicidade


"Nossa equipe foi chamada para averiguar esse homicídio, o que apuramos inicialmente, a partir de relatos de familiares, é que eles discutiram por conta do barulho feito pela motocicleta que estava sendo arrumada pela vítima, um deles então pegou uma faca e desferiu golpes contra o próprio irmão, ele foi socorrido, mas não resistiu, já o autor se evadiu pela parte dos fundos da casa e ainda não foi localizado". Disse Tenente Damião - 9º Batalhão de Manacapuru

A vítima chegou a ser socorrida ainda com vida, mas morreu durante o translado para o Hospital Lazaro Reis, o corpo de Ismael foi levado para a pedra do necrotério do Cemitério de Manacapuru e aguarda a vinda do IML para realizar e remoção e posterior exames de necrópsia.


Marcos Picanço Ferreira (31), é apontado com o autor da morte do próprio irmão

De acordo com as informações preliminares da Delegacia de Manacapuru, Ismael foi atingido com pelo menos sete facadas. A polícia trabalha agora para tentar localizar o suspeito ainda dentro do período de flagrante para que ele possa ser preso para pagar pelo crime que cometeu.

0 comentário