Instituto da Mulher Dona Lindu completa 12 anos


Inaugurado em 2010, a unidade atua como referência no atendimento à mulher na região Norte


#nahora


O Instituto da Mulher Dona Lindu (IMDL), da Secretaria de Estado de Saúde (SES-AM), completa 12 anos de atividades nesta sexta-feira (17/06) e, para celebrar a data, programou apresentações de projetos e iniciativas implementadas na unidade no ano de 2022. As atividades serão realizadas na próxima quinta-feira (23/06) e contará com a presença de gestores das unidades de saúde.


Entre as iniciativas desenvolvidas pela gerência do instituto está o Projeto Plante Futuro, que busca a integração dos servidores com a natureza e a sustentabilidade por meio do plantio de mudas de árvores a fim de tornar o espaço mais arborizado, e o Projeto Cheias de Vida, idealizado pelo departamento de psicologia da unidade, que consiste no suporte psicológico terapêutico às mães que lidam com o quadro clínico de seus recém-nascidos.

"O Instituto da Mulher é referência em todo o Estado e, devido à excelente qualidade dos serviços prestados, também atende demandas de outros estados da região Norte. É motivo de muito orgulho celebrar esta data com tantos avanços para a saúde da mulher amazonense", afirma o secretário de estado de Saúde, Dr Anoar Samad.

CPNI e estrutura

Reformas e melhorias foram realizadas na estrutura do Instituto nos últimos meses. Em novembro do ano passado, a unidade ganhou o Centro de Parto Normal Intra Hospitalar (CPNI), que permite um parto natural de forma humanizada em diversas modalidades, como o parto na água e o parto vertical, que ajudam o corpo da parturiente no processo de nascimento.

A unidade atende a população com 185 leitos de alta complexidade, entre UTIN (Unidade de Tratamento Intensivo Neonatal) e UTI (Unidade de Terapia Intensiva) adulto, e possui protocolo multicultural para o acolhimento de mulheres estrangeiras, indígenas, brasileiras e surdas, com o suporte de tradução em língua espanhola, inglesa, tikuna e Língua Brasileira de Sinais (Libras).

A diretora do IMDL, Dalzira Pimentel, que atua na saúde pública do estado há 32 anos, ressalta que, por ser o único hospital especializado em doenças ginecológicas no Amazonas, o Instituto também se tornou referência para mulheres da região.

“Falar da importância do Instituto é fácil, pois ele está de alguma forma na vida de muitas mulheres do estado e da região. Nesses 12 anos de existência é impactante a quantidade de mulheres que tem sido cuidadas e tratadas tanto na área de ginecologia, obstetrícia, mastologia, neonatologia e no atendimento das mulheres vítimas de violência sexual. Nesta unidade acolhemos integralmente nossas usuárias, resolvendo seus agravos de saúde e devolvendo curadas ao seio familiar”, conta a diretora.

O Instituto se prepara para a construção de espaço com 21 leitos, para acolher mães oriundas do interior do estado e que necessitam permanecer na unidade durante todo o tempo de internação do recém-nascido. Também está prevista a recriação do Banco de Leite Humano da unidade que atualmente só funciona como posto de coleta.

Certificações

Ao longo de 12 anos em atividade, o IMDL recebeu prêmios e certificações nacionais e internacionais. Em 2013, o Instituto foi credenciado pelo Ministério da Saúde, Organização Mundial da Saúde e Fundo das Nações Unidas para a Infância, o título de “Hospital Amigo da Criança” (IHAC), reconhecimento pelas ações de proteção e estímulo ao aleitamento materno.

Ainda em 2013, a unidade ganhou o prêmio nacional “ O SUS que dá certo”, concedido pelo Ministério da Saúde, na categoria de experiências exitosas no SUS, como exemplo de humanização no acolhimento em tempo integral durante todo o ciclo de gravidez e puerpério, bem como ao recém-nascido.

Serviços

O Instituto da Mulher Dona Lindu atende nas especialidades de ginecologia, obstetrícia, mastologia, neonatologia, suporte psicológico, serviço social, Serviço de Atendimento às Vítimas de Violência Sexual e abortamento legal.

0 comentário