Homem apontado por integrar organização criminosa foi preso pela Polícia Civil de Manacapuru

Josenias Laranjeira dos Santos (34), foi preso em cumprimento de mandado de prisão e estava foragido desde setembro de 2020, quando foi deflagrada a Operação Solimões sem Fronteiras II.


#nahora


Em setembro de 2020, a Delegacia de Manacapuru coordenada pelo Delegado Rodrigo Torres, deflagrou com o apoio da Secretaria da Segurança Pública, a maior operação de combate ao tráfico de drogas do interior do Estado, intitulada Operação Sem Fronteiras II.


Ao todo, foram expedidos pela Justiça, 48 mandados de prisão, 38 cumprido no dia da operação, contra pessoas ligadas ao tráfico de drogas em Manacapuru e em outros cinco municípios da região, e em Fortaleza-CE. De lá pra cá, outros 6 mandados foram cumpridos, totalizando agora 43 pessoas presas em decorrência da Operação.


Nesta segunda-feira (21), mais um pessoa foi presa em cumprimento de mandado de prisão, oriundo da Operação Solimões sem Fronteiras II. De acordo com o Delegado Rodrigo Torres, Josenias Laranjeira dos Santos (34), foi preso após diligências no Bairro Morada do Sol, ele estava em via pública, tentou fugir mas findou capturado.



"Estávamos fazendo diligências nas proximidades da casa dele, no Bairro Morada do Sol, quando o encontramos em uma motocicleta, ele tentou fugir, entrado na casa, mas foi capturado pela equipe de policiais civis, que foram diligentes e conseguiram detê-lo, ele não reagiu, foi trazido para a Delegacia de Manacapuru e esta na carceragem onde vai permanecer a disposição da Justiça". Disse Torres

Ainda segundo o Delegado Rodrigo Torres, Josenias teve o irmão Janelson vulgo "cabeça" e a cunhada Tíssiane, presos no dia da operação, e ele é apontado como integrante de uma organização criminosa que era comandado pelo Sergio Pereira Miranda, vulgo "Serjão".


"Ele fazia parte de núcleo criminoso que era comandado pelo Sergio Pereira Miranda, o Serjão, ele atuava junto com o irmão e a cunhada, no Bairro Morada do Sol e no São José, ele tinha a função de receber entorpecente do grupo, e tanto realizar a venda como fazer a distribuição para traficantes menores, conhecidos como boqueiros da cidade, durante as investigações, foi possível perceber seu envolvimento nessa organização criminosa, bem como sua atuação dentro do grupo". Destacou Torres.

Em tempo

O chefe dessa organização criminosa, a qual o Josenias pertencia, que atua em Manacapuru, também foi preso este semana, em uma Operação da Secretaria de Segurança Pública, trata-se do Sergio Pereira Miranda, o "Serjão", que também é apontado por comandar os ataques que tomaram conta de Manaus e alguns municípios do interior do estado.


Contra Serjão, haviam três mandados de prisão em aberto, dois expedidos pela Justiça de Manacapuru, frutos da operações Solimões Sem Fronteiras I e II, e um terceiro mandado de prisão, relacionados aos ataques criminosos. Serjão estava escondido no Rio de Janeiro, usando uma identidade falsa com o nome de Jurandir.


Publicidade



0 comentário