top of page

Governo do Estado assina protocolo de criação de polo bioagroindustrial e logístico em Humaitá

O sul do Amazonas é uma região de grande potencial agro sustentável

 


O Governo do Amazonas, por meio da Secretaria de Estado de Produção Rural (Sepror), assinou, na sexta-feira (02/6), Protocolo de Intenções com a empresa Zagaia Agro Ltda., oficializando as condições e tratativas para estruturação e implantação do “Projeto Zagaia” junto ao governo amazonense, abrangendo o Polo Industrial, Portuário e Logístico de Humaitá (distante 590 quilômetros de Manaus), com objetivo de tornar a região sul do estado um polo produtor de grãos, insumos e corredor logístico, por meio de um consórcio de produtores.

O ato aconteceu no gabinete do titular da Sepror, Petrucio Magalhães Júnior, com a presença do secretário Marco Antônio Villela, da Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia e Inovação (Sedecti), e Ulisses Albuquerque, diretor-regional da Zagaia Agro, que também assinaram o Protocolo de Intenções.

 

Petrucio Magalhães Júnior enfatizou que “o governador Wilson Lima tem um olhar muito diferenciado para a região sul. É uma região de grande potencial agro sustentável, capaz de conciliar a produção de alimentos com a sociobiodiversidade”.

 

Petrucio vê a empresa, autora do projeto, como âncora neste processo. “A Zagaia Agro deve atrair investidores da agroindústria, seja de insumos ou processamento para tudo o que se produz na região, tal como peixes e frutas e grãos. Podemos destacar também o apoio da prefeitura local, por meio do polo de alevinos de tambaqui e outras espécies. É um empreendimento que se situa próximo à hidrovia do Madeira, destinado a gerar muitos empregos e assim elevar o PIB do estado, diversificando sua matriz econômica e interiorizando o desenvolvimento, ou seja, viabilizando tudo o que preconiza a política do governo amazonense dentro do Programa Agroamazonas”, concluiu.

 

O titular da Sedecti, por sua vez, registrou que o desenvolvimento do sul do Amazonas é uma das metas do governo nos últimos quatro anos. “A determinação do governador Wilson Lima é viabilizar o crescimento econômicos de todos os municípios daquela região, e Humaitá está entre eles, daí nossa iniciativa que possa vir a atender este objetivo”, afirmou.

 

Por sua vez, Ulisses Albuquerque, diretor-regional do Projeto Zagaia, destacou que “o empreendimento, já em fase de execução, será um grande avanço no sistema portuário, serviços e apoio ao setor agropecuário sustentável no sul do Amazonas, e teve a atenção do governo Wilson Lima desde que foi apresentado à Sedecti e ao Sistema Sepror”.

 

Participaram também do ato, o gerente de Atração de Investimento da Secretaria de Desenvolvimento, Ciência, Tecnologia e Inovação (Sedecti), Felipe Litaiff; a assessora da Sedecti, Tayana Rubin; o secretário executivo de Pesca e Aquicultura da Sepror, Alessandro Cohen; o secretário executivo adjunto de Política Agrícola, Pecuária e Florestal da Sepror, Airton Schneider; o assessor da Sepror, Sebastião Guerreiro, da Sepror; o consultor e coordenador do Projeto Zagaia, Renato Bondimam; e o diretor do Estaleiro Eram, responsável pela estrutura naval do Projeto Zagaia em Humaitá, Johnson Rabelo.

 

Projeto Zagaia

 

Polo Industrial, Portuário e Logístico de Humaitá abrange ações de cooperativismo de produção de grãos, de fomento a pequenos e médios avicultores, usina de fertilizantes e moagem de calcário, terminais portuários de combustíveis e portos destinados a outras atividades, além de um estaleiro naval e hub de manutenção naval.

0 comentário

Comments


bottom of page