Governador Wilson Lima anuncia construção de 50 pontes em 16 bairros de Manaus

Obras estão em licitação e novas pontes em concreto armado vão substituir estruturas de madeira em cinco zonas da capital


#nahora

O governador Wilson Lima anunciou a construção de 50 novas pontes em concreto armado em 16 bairros de cinco diferentes zonas de Manaus. São investimentos de R$ 70 milhões, que fazem parte do programa +Pontes, executado pela Secretaria de Estado de Infraestrutura e Região Metropolitana de Manaus (Seinfra).


As obras estão em processo de licitação no Centro de Serviços Compartilhados (CSC) e tem o objetivo de melhorar a mobilidade urbana e a segurança da população que depende dessas estruturas para transitar nos bairros.

“A gente sabe o quanto isso é importante para fazer a ligação entre os bairros. Em alguns casos, os moradores precisam dar uma volta muito grande quando há uma ponte em condições precárias. É importante (novas pontes) para os alunos fazerem essa travessia com segurança. Estamos com esse projeto pronto e logo vamos dar início”, destacou Wilson Lima.

O governador afirmou, ainda, que o investimento do Estado vai contribuir com o trabalho que a Prefeitura de Manaus vem desenvolvendo para reconstrução de pontes, fortalecendo a atuação em conjunto no enfrentamento dos problemas da capital, a exemplo da execução do programa Asfalta Manaus, para recuperação de 10 mil ruas da capital e que conta com R$ 150 milhões em recursos do Governo do Estado.

De acordo com a Seinfra, o +Pontes inicialmente contempla a construção de 50 novas pontes de concreto armado em 16 bairros de Manaus, sendo cinco pontes na zona centro-oeste; quatro na zona centro-sul; 15 na zona leste; 20 na zona norte; e seis na zona oeste.

Serão construídas pontes em concreto armado com cerca de 12 metros de comprimento e 10 metros de largura; plataforma de oito metros de largura para passagem de veículos e um metro de passagem lateral para pedestre (passarela).

Para o secretário de Estado de Infraestrutura, Carlos Henrique Lima, as novas pontes irão proporcionar segurança e melhorias na mobilidade. “Essas pontes vão levar dignidade para a população, garantindo o direito de ir e vir do cidadão. Nós vamos interligar o sistema viário, de modo que que possa desafogar o trânsito das principais avenidas. Além disso, também vai gerar economia para os cofres públicos, visto que as pontes em madeira são mais frágeis e com o tempo elas desgastam, caem ou quebram”, ressaltou o secretário.

Algumas dessas pontes serão construídas em locais de periferia, onde atualmente a população precisa passar por passarela de madeira, para terem acesso às avenidas principais do bairro.

As pontes também facilitarão a integração do sistema viário, visto que possibilitarão a passagem de carros. É o caso do projeto da ponte no bairro Cidade Nova, que permitirá o acesso da rua Andorinhas à rua 11; e do bairro Flores, que permitirá a integração da rua Marquês de Jerusalém à rua Capitão José Simões de Carvalho.

0 comentário