top of page

FVS-RCP completa 19 anos de existência e avança na prevenção a doenças no Amazonas

Aniversário da instituição é neste sábado (03/06)

 


Completando 19 anos de existência neste sábado (03/06), a Fundação de Vigilância em Saúde do Amazonas - Dra. Rosemary Costa Pinto (FVS-RCP), vinculada à Secretaria de Estado de Saúde do Amazonas (SES-AM), consolida-se como instituição de prevenção a doenças e agravos no Amazonas, avançando cada vez mais na promoção da saúde pública e no monitoramento epidemiológico no estado do Amazonas.

A FVS-RCP foi concebida com o objetivo de monitorar, controlar e prevenir doenças, bem como desenvolver pesquisas em saúde no Amazonas. Durante seus 19 anos de existência, a instituição tem sido um ponto de referência para o desenvolvimento de estratégias e políticas de saúde, eficazes na vigilância em saúde, pelo Governo do Amazonas.

 

Com 9,1 milhões de doses de vacina contra a Covid-19 aplicadas no estado, a FVS-RCP atua em parceria com as Secretarias Municipais de Saúde (Semsa) dos 62 municípios no enfrentamento ao vírus SARS-CoV-2. Os esforços seguem firmes, mesmo após a Organização Mundial de Saúde (OMS) ter declarado o fim da Emergência de Saúde Pública de Importância Internacional da doença.

 

O enfrentamento segue também contra a Mpox, que também já foi encerrada pela OMS como Emergência em Saúde Pública Internacional. Da mesma forma, os esforços permanecem sendo intensificados contra as doenças já conhecidas pelo Amazonas, como dengue, malária, febre amarela e outras Doenças de Notificação Compulsórias (DNC) de importância epidemiológica e influenciadas por fatores sazonais.

 

No combate à malária, por exemplo, são distribuídos anualmente equipamentos para enfrentamento à doença aos 61 municípios do interior do Estado. Este ano, foram distribuídos 627 itens, entre motocicletas, botes, balanças e microscópios bacteriológicos. A instituição atua nos esforços para a eliminação da malária até 2035.

 

“Temos orgulho em dizer que a FVS-RCP busca sempre a excelência nas ações e estratégias de prevenção, controle e vigilância, além de promover a capacitação de profissionais de saúde. Também destacamos o monitoramento de dados que, consolidados, desempenham papel importante na atuação da FVS-RCP, fornecendo subsídios para tomada de decisões e formação de políticas públicas de saúde”, destaca a diretora-presidente da FVS-RCP, Tatyana Amorim.

 

A diretora-presidente acrescenta que já são mais de 8 mil usuários da plataforma online de capacitação da FVS-RCP sobre cursos gratuitos de Vigilância em Saúde, disponível em:http://cead.fvs.am.gov.br:84/

 

O monitoramento de dados epidemiológicos, citado por Tatyana, estão inseridos no quesito transparência governamental. Com boletins ampliados e painéis de monitoramentos, a instituição também atua com informes para dar conhecimento à população sobre o período sazonal de doenças, a exemplo dos informes de dengue, mpox, Covid-19, divulgados semanalmente.

 

Entre as áreas de destaque da instituição estão as vigilâncias epidemiológica, sanitária, ambiental e laboratorial. Por meio do Laboratório Central de Saúde Pública do Amazonas (Lacen-AM), via Laboratório de Fronteira (Lafron), no Alto Solimões, foi implementada, em janeiro, a vigilância epidemiológica para monitoramento de vírus respiratórios no Estado na região da tríplice fronteira, de grande circulação de pessoas entre Brasil, Colômbia e Peru.

 

Outro destaque dos 19 anos da FVS-RCP, é a coordenação estadual do Programa Nacional de Imunizações (PNI), responsável por coordenar a vacinação no estado do Amazonas, que é operacionalizada pelas Semsas.

 

“O programa tem sido fundamental para alcançar altas coberturas vacinais e reduzir a incidência de doenças imunopreveníveis. Sabemos que há desafios, como a geografia do Estado e ondas de descrédito em relação à vacina. No entanto, trabalhamos com a experiência da imunização em reduzir a gravidade de casos, a exemplo da redução de casos de Covid-19 que estamos testemunhando”, acrescenta o diretor técnico da FVS-RCP, Daniel Barros.

 

Em ações de busca ativa, a FVS-RCP, em conjunto com a Semsa Manaus, realizou a aplicação de vacinas em supermercados, buscando chegar mais perto da população e facilitando, ainda mais, o acesso à imunização.

 

Estrutura e investimento

 

Desde janeiro deste ano, o armazenamento e distribuição de vacinas e soros ocorre por meio da nova estrutura para este fim: o Centro de Distribuição de Imunobiológicos do Amazonas, inaugurado pelo governador Wilson Lima, é um espaço modular pioneiro no país para monitorar a temperatura de mais de 10 milhões de vacinas, além de soros terapêuticos.

 

O espaço possui 227 metros quadrados e possui sistema de abastecimento de energia próprio, minimizando o risco de perda de imunizantes. Foram distribuídas mais 1,3 milhão de doses de imunizantes do Calendário Nacional de Vacinação no primeiro trimestre de 2023.

 

Orgulho em “Ser FVS”

 

Poder levar ações e promover estratégias para prevenir doenças, contribuindo para a melhorar a saúde da população, é uma das grandes motivações para quem trabalha na instituição e passa a “Ser FVS”, independentemente da vigilância em que atua e da atividade que desempenha.

 

“É extremamente gratificante, para mim, trabalhar na Vigilância em Saúde. Atuando no Controle de Infecções me sinto realizada em poder contribuir de forma contundente para a melhoria de saúde da população”, destaca Evelyn Campelo, coordenadora da Comissão Estadual de Prevenção e Controle de Infecção em Serviços de Saúde (Ceciss), na FVS-RCP.

 

Rauane Teixeira é técnica no Departamento de Vigilância Epidemiológica da FVS-RCP. Ela destaca como atuar na FVS a auxilia no entendimento das estratégias de saúde vigente e como intensificar nas melhorias. “Estamos sempre buscando fazer um trabalho de excelência para resultar em diferentes melhorias, como reduzir tempo de tratamento, capacitar profissionais de saúde e, no fim de tudo, contribuir para a saúde pública”, afirma.

 

Neste 19º aniversário de existência, a FVS-RCP celebra as conquistas e reafirma o compromisso em continuar trabalhando para enfrentar os desafios da saúde pública. A instituição permanece firme no propósito de proteger a saúde dos amazonenses, promovendo a prevenção, o controle de doenças e a promoção do bem-estar de toda a população.

0 comentário

Comments


bottom of page