Fim de semana com dois presos por violência doméstica em Manacapuru

Primeiro caso que ocorreu na manhã da ultima sexta-feira (08), homem de 22 anos agrediu a companheira, uma adolescente de 17 anos que grávida de 06 meses. No outro caso, já na tarde também de sexta, o frentista de 25 anos, com ciúmes da companheira de 20 anos cortou todas as roupas dela.


#nahora


Fim de semana marcado por registro de casos de violência doméstica em Manacapuru, que resultou na prisão em flagrante de dois homens, após os mesmos agredirem as companheiras.



Na sexta-feira (08), policiais civis da Delegacia Especializada de Manacapuru, realizaram a detenção de Felipe Bruno Martins Monteiro (22), que agrediu a própria companheira com chutes e socos, a adolescente de 17 anos está grávida de 06 meses, procurou a delegacia e após constatadas as agressões, uma equipe policial foi até a residência, localizada no Bairro da União, e realizou a prisão de Felipe.


Na delegacia, os investigadores descobriram que Felipe Bruno, já tem várias passagens pela polícia, por crimes como latrocínio, homicídio e roubos majorado, na residência, os policiais ainda encontraram uma arma de brinquedo, que o mesmo segundo denunciou a companheira, usava para praticar assaltos em Manacapuru.


Além dos crimes que já responde, Felipe agora irá responder por lesão corporal grave e injúria no contexto da violência doméstica.


Publicidade



Segundo caso

O segundo caso de violência doméstica, ocorreu na tarde de sábado (09), um homem de 25 anos, que trabalha como frentista em um posto de combustível de Manacapuru, foi preso por policiais civis, após o mesmo cometer ato de violência contra a própria esposa, um jovem de 20 anos, que procurou a delegacia, após o mesmo, além de ofende-la, cortou com todas as roupas e sapatos da mulher.



A briga entre o casal, teria sido motivada por ciúmes, após o ato de violência, a mulher foi até a delegacia, registrou a ocorrência, e o homem foi preso em flagrante.


De acordo com a Delegada Roberta Merly, responsável pela Delegacia Especializada de Manacapuru, o homem foi indiciado por injúria de danos materiais.




0 comentário