Festival Amazonas de Ópera realiza recitais gratuitos a partir deste sábado (07/05)

Apresentações vão acontecer no Teatro da Instalação


#nahora


Chegou a hora de se emocionar com os recitais do 24º Festival Amazonas de Ópera (FAO). A série de apresentações gratuitas traz três recitais com diferentes propostas artísticas, entre elas música napolitana, canções em língua inglesa e música brasileira modernista. O primeiro concerto acontece neste sábado (07/05), no Teatro da Instalação (rua Frei José dos Inocentes, s/nº, Centro), às 19h.



A estreia é dedicada à canção francesa (Chanson), inglesa e americana (Songs). Com o título de “Recital Bradesco I – Chansons & Art Songs”, o destaque da apresentação vai para as compositoras Nadia Boulanger e Florence Price.


Ao piano, o maestro Hilo Carriel acompanha Dhijana Nobre, Samanta Costa e Luiz Carlos Lopes, todos integrantes do Coral do Amazonas.


De acordo com o secretário de Cultura e Economia Criativa, Marcos Apolo Muniz, um dos compromissos do FAO é oferecer atrações gratuitas para a população. Na avaliação do titular da pasta, os recitais são uma forma de introdução ao mundo da ópera.


“Funciona como uma porta de entrada para esta arte tão completa, já que a proximidade com os artistas é maior. A dinâmica dessa relação é muito mais intensa nesta modalidade de apresentação”, afirma o secretário.


Programação – O “Recital Bradesco II – O caminho do Modernismo na Canção Brasileira” teve o repertório elaborado pelo barítono Homero Velho, professor na Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ). O concerto alterna peças solos do maestro Marcelo de Jesus ao piano e canções de cada compositor.


Segundo o maestro Marcelo de Jesus, o recital é uma espécie de concerto mais intimista, que conta com um número reduzido de músicos.


“Os recitais deste ano foram escolhidos pela diversidade. Várias canções de diversos países e gêneros”, destaca o maestro.


Na ocasião do recital com Marcelo de Jesus, a “Cantiga Bohemia”, de Henrique Oswald, será interpretada utilizando o manuscrito do autor. A apresentação também é gratuita e acontece no domingo (08/05), às 19h, no Teatro da Instalação.



Já a Itália sobe ao palco do Teatro da Instalação, no dia 14 de maio, às 19h. O “Recital Bradesco III – Canções Napolitanas” é a última apresentação no FAO e se dedica à música popular da cidade de Nápoles (Itália) e de regiões vizinhas.


A italiana Maria Sole Gallevi, acompanhada pelo pianista Mateus Alborghetti, apresenta canções famosas nas vozes de Zizi Possi e Luciano Pavarotti, como “Core ‘ngrato” e “Torna a Surriento".


Festival – O FAO acontece até o dia 31 de maio, na capital e interior. A programação conta com atrações gratuitas e pagas, com ingressos à venda em www.bilheteriadigital.com e na bilheteria do Teatro Amazonas.


Cinco óperas, recitais, concertos, workshop e encontro de economia criativa estão na agenda do evento. A programação inclui atrações no Teatro Amazonas, Teatro da Instalação, centros culturais Palácio da Justiça e Palácio Rio Negro e também no interior. As estreias das óperas vão ser transmitidas pela TV Encontro das Águas e nas redes sociais da @culturadoam.


O FAO é realizado pelo Governo do Amazonas, por meio da Secretaria de Estado de Cultura e Economia Criativa e da Agência Amazonense de Desenvolvimento Cultural (AADC). O projeto, aprovado pela Lei de Incentivo à Cultura, Ministério da Cidadania e Secretaria Especial de Cultura, tem patrocínio master do Bradesco e patrocínio da Innova.


Bradesco e cultura – Com centenas de projetos patrocinados anualmente, o Bradesco acredita que a cultura é um agente transformador da sociedade. Além do Teatro Bradesco, o banco apoia iniciativas que contribuem para a sustentabilidade de manifestações culturais que acontecem de norte a sul do país, reforçando o seu compromisso com a democratização da arte.


São eventos regionais, feiras, exposições, centros culturais, orquestras, musicais e muitos outros. O banco também mantém o Bradesco Cultura, plataforma digital que reúne conteúdo relacionado às iniciativas culturais que contam com o patrocínio da instituição. Visite em cultura.bradesco.

0 comentário