Em um mês, força-tarefa da SSP-AM efetuou mais de 400 prisões na capital

Drogas e armas também foram apreendidas durante as ações

#nahora


Força-tarefa coordenada pela Secretaria de Segurança Pública do Amazonas (SSP-AM) registrou, em um mês, a prisão de 412 pessoas durante ações das forças de segurança em Manaus. Além das prisões, também foram registradas durante o período a apreensão 159 armas de fogo e 663 quilos de entorpecentes. Os dados são do Centro Integrado de Estatística de Segurança Pública (Ciesp). A ação tem o objetivo de intensificar as operações policiais em toda a capital, atendendo a uma determinação do governador Wilson Lima.


O balanço contabiliza as ações dos agentes da Secretaria Executiva Adjunta de Operações (Seaop), Departamento Integrado de Operações Aéreas (Dioa), da Polícia Militar do Amazonas (PMAM), da Polícia Civil do Amazonas (PC-AM) e do Núcleo Especializado em Operações de Trânsito (Neot), DO Departamento Estadual de Trânsito do Amazonas (Detran-AM).

De acordo com o secretário de Segurança Pública, general Carlos Alberto Mansur, a força-tarefa foi iniciada no dia 18 de abril deste ano, com o objetivo de combater a criminalidade nos bairros de Manaus.

“Estamos contabilizando o primeiro mês da força-tarefa, que vem atuando todos os dias, com várias operações, e intensificando o trabalho de inteligência. Tudo isso com o objetivo de não só reduzir os homicídios, mas também os crimes contra o patrimônio”, explicou o secretário.

A força-tarefa envolve as áreas de inteligência, operacional, de monitoramento, estatística e da Polícia Científica da SSP-AM, e atua principalmente em áreas onde há identificação de mancha criminal de homicídios.


Além disso, o general Mansur determinou que a PMAM e a PC-AM reforcem o policiamento ostensivo e investigativo, respectivamente, com operações intensificadas.

Disque-denúncia – A SSP-AM ressalta a importância da população na resolução dos casos, por meio de denúncias que possam levar a polícia até os autores dos delitos.

“Estamos com uma parceria grande com a comunidade através do serviço do disque-denúncia, o 181, que é uma grande ajuda nessas prisões”, reforçou o general.

Informações que possam ajudar a polícia a identificar autores de crimes podem ser repassadas através do 181, o disque-denúncia da SSP-AM. O serviço funciona 24h por dia e a identidade do denunciante é mantida em absoluto sigilo.



0 comentário