Em Jutaí, PC-AM prende homem por estupro de vulnerável praticado contra enteada

Equipes policiais foram notificadas após a vítima ter ficado grávida do infrator

#nahora


A Polícia Civil do Amazonas (PC-AM), por meio da 56ª Delegacia Interativa de Polícia (DIP) de Jutaí (distante 751 quilômetros de Manaus), cumpriu, no sábado (18/06), por volta das 11h30, mandado de prisão preventiva em nome de um homem de 41 anos, por estupro de vulnerável contra sua enteada, uma criança de 11 anos. A prisão ocorreu na residência do autor, naquele município.


De acordo com a investigadora Susan Lima, gestora da 56ª DIP, o crime teria ocorrido em julho de 2021 e, inicialmente, o caso foi denunciado pelo Conselho Tutelar do município, após o órgão tomar conhecimento de que a vítima estava grávida.

“Em maio deste ano, após o nascimento do bebê, a responsável legal da criança comunicou o fato às autoridades policiais, por ter desconfiado que sua filha teria sido vítima de abusos por parte do padrasto, em virtude do bebê se assemelhar a ele”, disse a investigadora.

A autoridade policial informou ainda que, após os relatos, foi solicitada uma decisão judicial em nome do infrator. Após ser expedida, as equipes saíram em diligências para prender o autor do crime, que confessou a prática.

“Essa prisão teve como intuito resguardar a segurança da vítima. Solicitamos que a população, caso saiba de tais práticas, denuncie, nos ajudando a combater os crimes contra a criança e ao adolescente”, ressaltou a autoridade policial.

Decisão judicial

O mandado foi expedido no dia 8 de junho deste ano, pela juiza Janeiline de Sá Carneiro.

Procedimentos

O homem responderá por estupro de vulnerável e ficará à disposição da Justiça.

0 comentário