Em Iranduba, 360 mototaxistas são beneficiados com equipamentos de segurança do Motociclista Legal

Projeto do programa Detran Cidadão atende mototaxistas e motofretistas em todo o estado

#nahora


O Governo do Amazonas, por meio do Departamento Estadual de Trânsito (Detran-AM), entregou, nesta sexta-feira (03/06), kits de segurança para mais de 360 mototaxistas de Iranduba (a 27 quilômetros de Manaus). Os benefícios integram o projeto Motociclista Legal, do programa Detran Cidadão, criado pelo governador Wilson Lima com o objetivo de gerar maior segurança no trânsito. Foram entregues ainda dez certificados de conclusão do curso de especialização e de atualização, realizado pelo Detran-AM.


O projeto Motociclista Legal oferta, de forma gratuita, curso de especialização e de atualização para os mototaxistas e motofretistas do estado. Após a capacitação, os profissionais ficam aptos a receber o kit de segurança que é composto de um capacete e um colete.

O município de Iranduba possui duas entidades que representam os mototaxistas, sendo uma delas a Associação dos Condutores de Moto Táxi de Iranduba (Ascomti), com 24 anos de existência e 258 mototaxistas.

“Esse ato do Governo do Estado, com o Detran, está favorecendo demais a nossa classe. É um benefício tão importante para o nosso trabalho. Esse kit é uma afirmação da nossa qualificação para a população, pois agora as pessoas vão poder nos identificar. Eu só tenho que agradecer em nome da Ascomti, pela ajuda”, disse Maycom Douglas, de 33 anos, presidente da associação.

Contemplados

Um dos contemplados com o kit de segurança no município foi o mototaxista Raimundo Nonato Vital da Silva, 42, que atua na profissão há 12 anos.

“Quero agradecer primeiramente ao governador Wilson Lima e a todos os envolvidos. Esse benefício é muito importante para nós mototaxistas. É com certeza uma grande ajuda para nossa classe; é nossa segurança. Estou muito feliz e grato por esse cuidado”, declarou o mototaxista.

Ronaldo das Chagas Soares, de 51 anos, foi um dos dez mototaxistas que receberam o certificado de conclusão do curso de especialização. Ele atua na profissão há 11 anos, e se disse feliz por ter recebido o certificado e concluído o curso. “É importante nós, mototaxistas, termos esse interesse. Eu quis, estudei e consegui passar. Hoje estou bem especializado na área”, comemorou.



0 comentário