top of page

Doença de Chagas: Nota Técnica orienta a sensibilização da rede de saúde para prevenção à doença

Orientação é destinada aos municípios do Amazonas

 


Uma Nota Técnica Conjunta da Saúde do Amazonas intensifica a orientação à rede de saúde, quanto a ações de prevenção e vigilância laboratorial relacionadas à Doença de Chagas no Estado, doença infecciosa causada pelo inseto triatomíneo, conhecido popularmente como barbeiro. As orientações estão disponíveis em: https://bit.ly/3q3ZHKo .

 


O documento é uma produção conjunta entre Secretaria de Estado de Saúde do Amazonas (SES-AM), Fundação de Vigilância em Saúde do Amazonas – Drª Rosemary Costa Pinto (FVS-RCP) e Fundação de Medicina Tropical - Heitor Vieira Dourado (FMT-HVD). A nota traz orientações técnicas para as Secretarias Municipais de Saúde, com destaque para os fluxos de vigilância em saúde relacionados à doença.

 

A Doença de Chagas se dá por meio da ingestão de alimentos com presença de fezes do barbeiro ou do próprio inseto, que podem ser consumidas em alimentos malcozidos ou que não foram submetidos à prática de cuidados sanitários.

 

A infecção também pode ocorrer pela transmissão vetorial, quando envolve o contágio da pele e mucosa com as fezes contaminadas do barbeiro. Em 2022, foram 54 casos confirmados da doença no Amazonas.

 

“Por meio da nota técnica conjunta, as secretarias municipais de saúde foram orientadas a intensificar a vigilância, que permita a identificação precoce de casos, monitoramento de transmissão do parasita e implementação de medidas de controle efetivas para a prevenção da disseminação da doença”, enfatiza Tatyana Amorim, diretora-presidente da FVS-RCP.

 

Doença de Chagas

 

É uma doença transmissível causada por um parasito e transmitida, principalmente, através do inseto “barbeiro”. O agente causador é um protozoário denominado Trypanosoma cruzi.

 

0 comentário

Comments


bottom of page