Com mais de 90 alunas, futebol feminino do Pelci contribui com integração da mulher na modalidade

Somente no CDC da Compensa, são 48 alunas que treinam nas terças e quintas-feiras

#nahora


Incentivando a inclusão de jovens atletas, o Projeto Esporte e Lazer na Capital e Interior (Pelci) vem trabalhando na integração do futebol feminino nesses quatro meses de existência. Atualmente, são 91 alunas matriculadas na iniciativa idealizada pelo Governo do Amazonas, por meio da Fundação Amazonas de Alto Rendimento (Faar).


“Nossa equipe estratégica trabalha para que cada vez mais meninas tenham acesso a aulas de futebol feminino de qualidade. Esse direcionamento nos fez conhecer o trabalho de meninas como as atletas de São Gabriel da Cachoeira, Tayná e Tenório, que hoje estão no JC de Itacoatiara. E nos deu oportunidade de fomentar projetos como o CDC da Compensa”, afirmou Jorge Oliveira, diretor-presidente da Faar.

Além do CDC da Compensa, que conta com 48 alunas, o futebol feminino do Pelci também está no Campo do Passarinho, no bairro Terra Nova, com 33 alunas, e no Teixeirão, no bairro Jorge Teixeira, somando 10 atletas. Líder do projeto CDC da Compensa Amigas do Robgol, Robson Saraiva ministra as aulas da equipe feminina nas terças e quintas-feiras, a partir das 17h30.


“Eu fico muito feliz que o nosso projeto social de oito anos está integrado ao Pelci, pois foram períodos difíceis, tínhamos que tirar dinheiro do próprio bolso. Graças a Deus tivemos o olhar do governo, que nos incentivou e proporcionou a potencialização do projeto que ajuda a livrar os jovens da criminalidade”, afirmou Robson.

Uma das integrantes mais antigas do projeto no CDC da Compensa é a técnica de enfermagem, Bruna Ortiz, de 24 anos, presente no time feminino desde 2014, quando tinha 16 anos. Para a aluna do Pelci, o ambiente entre as meninas é de família, onde encontram no projeto uma forma de se divertir e aprender com o professor.


“Aqui a gente aprende bastante, joga bola e se diverte. Sempre que possível gostamos de trazer os nossos filhos, pois é legal contar com a nossa família durante as atividades, eu e as meninas só temos a agradecer pelos ensinamentos e a parceria de tantos anos”, conta Bruna Ortiz.



0 comentário