Centros Estaduais de Convivência destacam luta da pessoa com deficiência em lives

Uma vasta programação está sendo preparada pelos Centros Estaduais de Convivência da Família e do Idoso, administrados pela Secretaria de Estado de Assistência Social (Seas), para celebrar o Dia Nacional de Luta da Pessoa com Deficiência (21 de setembro).



Como as atividades ao público ainda estão acontecendo de forma gradual nesses espaços, uma boa parte das ações continua sendo virtual, para evitar riscos de contaminação do Covid-19.


A programação nos centros consiste em lives com representantes do Conselho Estadual dos Direitos da Pessoa com Deficiência (Conede-AM) e Associação dos Deficientes Visuais do Amazonas (Advam); roda de conversa sobre inclusão e vídeos com pessoas com deficiência falando de superação e preconceitos que serão postados no Facebook, distribuição de folders informativos, além de peças teatrais em alusão à data.


“Lutas e Conquistas das Pessoas com Deficiência” será tema de uma live que o Centro Estadual de Convivência do Idoso (Ceci), no bairro Aparecida, zona sul de Manaus, vai realizar na segunda-feira (21/09) com o presidente do Conede-AM, Ronaldo André Brasil, mediada pelo assessor da unidade, Serginho Queiroz. Na oportunidade, o dirigente do conselho irá tratar sobre controle social de políticas públicas para pessoas com deficiência, dificuldades enfrentadas e conquistas obtidas.


Inclusão será o tema da programação que o Centro Estadual de Convivência da Família (CECF) 31 de Março, no Japiim, zona sul, vai promover no dia 25 de setembro, com atividades nos três turnos, para celebrar o Dia Nacional da Luta da Pessoa com Deficiência.


O grupo de teatro do centro vai trabalhar a questão da sensibilização e a importância da inclusão, e o Setembro Azul, voltado para a visibilidade da Comunidade Surda Brasileira, uma ação que traz conscientização e homenagens a essa população.


A diretora do Centro, Mirleide Freitas, disse que a proposta da campanha é desconstruir os estigmas e preconceitos acerca da deficiência. Segundo a dirigente, para a comunidade surda e pessoas com deficiência auditiva, é importante a realização desse trabalho, haja vista que têm limitações e precisam ser vistos e valorizados.



Santo Antônio – A programação do CECF Magdalena Arce Daou, bairro Santo Antônio, zona oeste, vai acontecer na segunda-feira (21/09), com um vídeo oriundo da gravação de uma roda de conversa com deficientes que participam de atividades no centro falando sobre superação.


No mesmo dia, será postado no Facebook do Magdalena uma entrevista com três pessoas com deficiências diferentes, que também irão falar sobre superação, preconceitos e outros estigmas que a deficiência traz. Os relatos são de uma professora de Educação Física que é deficiente auditiva, que ao longo dos anos foi perdendo a audição. Outra entrevistada é uma jovem que perdeu um membro inferior e mesmo assim dirige carro, ministra aulas em universidade, tem filhos e vive uma vida normal. O terceiro entrevistado é um professor que é deficiente visual.


“Todos eles são profissionais que atuam na área de formação”, sintetizou a diretora do CECF, Leila Bena.


O CECF Teonízia Lobo, no bairro Mutirão, zona leste, marcou sua programação para o dia 25 de setembro, às 9h, no auditório da unidade. Trata-se de um desfile de pessoas e de animais, deficientes, que fazem parte das atividades do centro e do Instituto Amazonense de Inclusão (IAI), da Comunidade Jorge Teixeira, que realiza trabalhos sociais com esse público. Além disso, haverá uma apresentação cultural com os cantores Serginho Queiroz e Breno Marx.


Desafios enfrentados – O CECF Maria de Miranda Leão, no bairro Alvorada I, zona centro-oeste, vai divulgar na segunda-feira (21/09) um vídeo no facebook do centro, produzido por um deficiente físico, que tratará de questões como o desafio enfrentado por este segmento.

Por sua vez, o CECF André Araújo, no bairro Raiz, zona sul, vai fazer um trabalho de sensibilização junto aos alunos dos cursos do Centro de Educação Tecnológica do Amazonas (Cetam), que funciona no centro, e dos Grupos de Convivência em alusão à data. A programação será feita de sala em sala, haja vista que os cursos estão acontecendo de forma presencial, todos os dias, de segunda a sexta.


O CECF Padre Pedro Vignola, na Cidade Nova, zona norte, optou por fazer uma campanha educativa em defesa da pessoa com deficiência, iniciando na sexta-feira (18/09) até a segunda (21/09), dia cuja programação será marcada por uma live sobre a luta em defesa da Pessoa com Deficiência. O convidado é o presidente da Advam, Neyrimar Furukawa Barreto, ativista e palestrante sobre assuntos relativos a pessoa com deficiência, tem mais de 35 anos de militância na causa da pessoa com deficiência.


A luta pelos direitos das Pessoas com Deficiência vem sendo celebrada desde 1982, sendo mais tarde oficializada pela Lei nº 11.133, de 2005, no dia 21 de setembro.


FOTOS: Arquivo/Seas

Receba nossas atualizações

  • Ícone do Facebook Branco
  • Ícone do Twitter Branco

© 2019 Na Hora Fatos Portal de Notícias - Editor-chefe: Érisson Araújo