top of page

Casal promete ajuda a venezuelana rouba bebê e vende para família de Manacapuru

Bebê foi localizado após investigação da Delegacia Especializada em Proteção à Criança e ao Adolescente (Depca) em Manaus.




Um casal foi preso na manhã desta sexta-feira (23), no Bairro da Compensa em Manaus, durante a deflagração da Operação Bagul da Delegacia Especializada em Proteção à Criança e ao Adolescente (Depca), o homem e a mulher são acusados pela prática de tráfico de pessoas com a finalidade de adoção ilegal, após supostamente terem realizado a venda de uma por R$ 1,500.


De acordo com a delegada Joyce Coelho, titular da unidade especializada, a mãe da vítima, tinha chegado em Manaus a pouco tempo, e estava em condição de vulnerabilidade morando a cerca de 30 dias nas ruas do centro de Manaus, quando o casal apareceu e ofereceu ajuda.


“No dia 15, nós fomos procurados por uma mulher venezuelana que noticiou que tinha chegado há pouco tempo ao Brasil, inclusive ela não fala português e não entende muito bem. Ela afirma que chegou com os três filhos pequenos cujo a caçula era uma bebê de 11 meses e que ela estava em um extrema vulnerabilidade social, estava há um mês dormindo nas ruas do Centro da cidade. Então como a criança estava muito doente, com pneumonia, ela relatou que começou a chorar no meio da rua e que foi abordada por um casal que ofereceu ajuda”, ressaltou Joyce durante coletiva sobre o caso

Segundo a delegada, a mãe teria sido levada para a casa do casal, com a promessa de que eles iriam cuidar do bebê.


“Eles levaram ela para uma casa, que seria de familiares deles, e lá prometeram levar a criança para um atendimento médico. Os dias foram passando e ela perguntava sobre o bebê e eles diziam que ele estava internado mas ela não podia visitar, nem falar com os vizinhos. Até que um dia ela conseguiu contar para os vizinhos e eles passaram ajudá-la, inclusive trouxeram ela para a delegacia”, destacou a delegada.

As investigações apontaram que na verdade, o casal vendeu a criança pelo valor de 1,5 mil reais e o bebê estava em posse de uma família no município de Manacapuru.


“Uma hora eles diziam que essa criança estava na Compensa, outra hora estava no Lírio do Vale, até que nós localizamos a pessoa que tinha feito a transferência de R$ 1,500 para esse homem. Essa pessoa tinha levado a criança para o município de Manacapuru. Então no dia 20 essa criança foi devolvida para a mãe”. Disse a delegada

Apesar da versão da mãe na delegacia, ela também está sendo investigada, uma vez que a pessoa que teria comprado a criança, informou que a mulher teria feito o acordo da doação da criança, mas que precisava de dinheiro para comprar passagem para voltar para a Venezuela


“A pessoa que comprou revelou que também é uma vítima desse casal porque diz que o casal disse que a mãe queria doar a criança mas que a mãe pedia 1,500 para comprar uma passagem de volta para a Venezuela. A responsabilidade dessa mulher também a gente está investigando bem como de outros envolvidos”, finalizou a delegada.


0 comentário

תגובות


bottom of page