Amazonas implanta sistema de reconhecimento facial para emissão da CNH

O sistema de reconhecimento facial é agregado à coleta biométrica e visa garantir a segurança e impedir possíveis fraudes nos processos de habilitação.


#nahora


O Estado do Amazonas deu início ao sistema de reconhecimento facial dos condutores nos processos de habilitação para inibir a clonagem da Carteira Nacional de Habilitação (CNH). O Departamento Estadual de Trânsito do Amazonas (Detran-AM) e a empresa de Processamento de Dados do Amazonas (Prodam) implementaram no Estado a novidade, que faz parte de uma mudança estabelecida pelo Departamento Nacional de Trânsito do Amazonas (Denatran).

A iniciativa vai permitir o acesso do órgão ao banco nacional de imagens de condutores, por meio de parceria com o Denatran e o Serviço Federal de Processamento de Dados (Serpro). Além do Amazonas, a novidade também foi implementada em outros 14 estados.


Continua após a publicidade



O diretor-presidente do Detran-AM, Rodrigo de Sá, ressaltou que a ação faz parte de uma série de medidas de tecnologia que implementam.

“Essa metodologia de reconhecimento facial partiu, inclusive, de uma provocação do Detran Amazonas, que constatou que não havia comparação da foto do usuário com a base nacional, durante reunião do Fórum Nacional dos Detrans. É mais um mecanismo de segurança para dar transparência, robustez ao nosso serviço, conferir segurança ao nosso usuário e à sociedade de um modo geral, além de evitar que fraudes sejam aplicadas, principalmente com financiamento de veículos”, destacou.


O diretor-presidente da Prodam, João Guilherme de Moraes Silva, destaca a importância dessa iniciativa para reduzir fraudes, como a clonagem de documentos.


“O reconhecimento facial tornará mais segura a emissão de documentos, já que o condutor terá sua foto atual comparada com os registros existentes no Renach (Registro Nacional de Carteira de Habilitação), sistema desenvolvido pela Prodam e operado pelo Detran-AM, que processa hoje os dados de mais de 700 mil condutores. Desse modo, ficará mais fácil identificar possíveis casos de fraudes”, concluiu Guilherme.


Novo processo – Ao iniciar o processo de renovação da CNH, de emissão de 2ª via, de troca de categoria, reabilitação e transferência de unidade da Federação, a foto do condutor será enviada para o Serpro, que fará uma conferência para verificar o percentual de semelhança com registros anteriores feitos no Departamento de Trânsito do Amazonas ou de outros estados.

“Caso a semelhança entre as fotos seja menor que 90%, o Serpro bloqueará provisoriamente o processo solicitado, cabendo ao agente do departamento de trânsito local avaliar se a foto é ou não do condutor”, explicou o analista de sistemas, Douglas Menezes, um dos responsáveis pela integração dos dados entre a Prodam e a empresa terceirizada responsável pela coleta e processamentos das imagens para o Detran-AM.
0 comentário

Receba nossas atualizações

  • Ícone do Facebook Branco
  • Ícone do Twitter Branco

© 2019 Na Hora Fatos Portal de Notícias - Editor-chefe: Érisson Araújo