top of page

Amazon Poranga Fashion: desfiles de moda amazônica destacam artistas amazonenses

Grandes nomes do mercado nacional e internacional da moda são amazonenses e integram a iniciativa que marca um novo momento no cenário artístico e criativo do estado



Nos dias 21 e 22 de junho, a programação do Amazon Poranga Fashion será toda dedicada a desfiles de moda indígena amazônica, apresentando renomados estilistas e artesãos que representam essa vertente tão promissora. Com entrada gratuita, o ICBEU (Instituto Cultural Brasil - Estados Unidos) e o Centro Cultural dos Povos da Amazônia serão palco dos eventos.



Os estilistas indígenas Mauricio Duarte e Sioduhi apresentam, nesta quarta-feira (21/06), às 19h30, no ICBEU, um desfile pautado na sustentabilidade e economia circular, transmitindo por meio da moda a importância dos saberes ancestrais, além de traduzir uma luta contínua, que saem dos seus territórios e ganham as passarelas. A entrada é limitada a 60 pessoas. 


De acordo com Maurício, a moda é um ambiente de economia criativa e também de valorização dos trabalhos indígenas. “Estamos falando de estilistas que representam suas etnias. Assim como a música, as artes plásticas, a moda também pode criar um caminho de ocupação em espaços culturais”, ressalta o estilista.


Maurício é do povo Kaixana e fundou sua própria marca, a Maurício Duarte Brand. Em 2022 foi o primeiro estilista do Amazonas a participar do São Paulo Fashion Week. Em novembro de 2022, realizou um desfile digital no maior evento de moda do país e, em maio de 2023, apresentou presencialmente a coleção “Teias”, sendo destaque de público e crítica especializada em moda.  


Ainda na ocasião, os estilistas participam da mesa redonda “Resgate e valorização dos saberes ancestrais na moda”, composta por diversas personalidades da moda amazônica, além da participação online de Melissa Màia, figurinista e finalista do quadro “Como manda o figurino”, da Rede Globo, e de Ronaldo Fraga, um dos estilistas mais inovadores do mundo, segundo o Design Museum de Londres, em 2010 e 2014. O estilista já desfilou sua marca em diversos países. A roda de conversa acontece às 17h30, com entrada livre limitada a 60 pessoas.


Moda e memória


Na segunda noite de desfiles, serão apresentadas as obras de 7 

importantes representantes da moda amazônica. São elas: Rita Prossi (Rita Prossi Biojóias ); Vanda Witoto (Ateliê Derequine); Yrá Tikuna (Ateliê Moda Raiz); Harim Feitosa (Soul Hara); Manart Galeria (diversos artistas); Faculdade Santa Teresa e a Cooperativa de Artesãos do Amazonas (Coopama). O evento acontece na quinta-feira (22/06), às 19h, no Centro Cultural dos Povos da Amazônia. A entrada é limitada a 100 pessoas.


Para Rita Prossi, que atua na Rita Prossi Biojoalheria do Amazonas, juntamente com artesãos indígenas e ribeirinhos, essa moda é inspirada nos povos originários, mas também na fauna, flora e lendas da região. Sua marca é premiada nacional e internacionalmente.  


“A moda amazônica é sustentável, destacando a criatividade dos artesãos do Amazonas. Num contexto caboclo, vou apresentar uma coleção inspirada nas memórias da minha infância, ressaltando o rio Amazonas e o cenário que o contempla”, conta Rita.


O Amazon Poranga Fashion tem o apoio do Governo do Estado do Amazonas, por meio da Secretaria de Estado de Cultura e Economia Criativa e da Associação Amazônia de Produção, Organização e Incentivos Artísticos (Apoiar). 


Para mais informações sobre a programação, acesse @amazonporanga no Instagram.

0 comentário

Comments


bottom of page