A triste cena de Ronaldinho Gaúcho algemado chegando para audiência com a Justiça no Paraguai

Flagra que rodou o mundo feito por Nobrero Duarte da AFP mostra o ex-craque junto com o irmão, ambos algemados chegando ao Palácio de Justiça de Assunção.


#nahora

Por Érisson Araújo


Ronaldinho gaúcho que está preso no Paraguai desde a última quinta-feira (04), após apresentar documentos falsos, seguiu para nova audiência no Palácio da Justiça de Assunção, onde o juiz de plantão vai determinar se eles continuam detidos preventivamente ou não pelo crime cometido ao entrarem no país para participar de um evento social.


Ronaldinho e o irmão Assis serão ouvidos pela Clara Ruiz Diaz. Eles deixaram o complexo da Agrupación Especializada da Polícia Nacional do Paraguai na manhã deste sábado (07), onde passaram a noite em uma cela após solicitação de detenção do Ministério Público.

O Ministério Público considerou que ambos "foram enganados em sua boa fé". A promotoria decidiu usar o “critério de oportunidade”, recurso no Código Penal paraguaio que deixaria livre de processo Ronaldinho e seu irmão (e empresário). Ele é usado quando os suspeitos admitem o delito e não têm antecedentes criminais no país.


Na última sexta-feira uma audiência poderia ter resultado em uma pena de reparação social. Mas o que foi negado pelo juiz Mirko Valinotti. A Procuradora-Geral do Estados, Sandra Quiñonez, determinou a substituição dos promotores do caso.


Outras três pessoas foram acusadas após as investigações iniciais, o empresário Wilmondes Sousa Lira, apontado pela defesa de Ronaldinho como responsável pelos documentos falsos, e as paraguaias María Isabel Galloso e Esperanza Apolonia Caballero. Wilmondes foi acusado por produção de documentos não autênticos, uso de documentos públicos de conteúdo falso e falsidade ideológica. Já María Isabel e Esperanza foram acusadas de uso de documentos públicos com conteúdo falso, e colocadas em prisão domiciliar.

0 comentário

Receba nossas atualizações

  • Ícone do Facebook Branco
  • Ícone do Twitter Branco

© 2019 Na Hora Fatos Portal de Notícias - Editor-chefe: Érisson Araújo