18 de jan de 20232 min

Manacapuru | Caseiro de sítio na comunidade Palestina do Ramal do Calado, é vítima de latrocínio

O crime ocorreu por volta das 23:50h da noite desta terça-feira (17), vítima chegou a ser socorrida mas não resistiu.

#nahora

Mais um latrocínio foi registrado em Manacapuru, desta vez na Comunidade da Palestina, localizada no Ramal do Calado, KM 74 da Rodovia Manoel Urbano. A vítima identificada como Doilso Soares da Silva (30), era caseiro de uma propriedade no local, quando por volta das 23:50h, os criminosos armados com faca, invadiram o local pra roubar.

Segundo o registrado na Delegacia de Manacapuru, era a última noite de trabalho de Doilso na chácara, pois o mesmo tinha ajustado as contas com o dono do imóvel que pertence a um médico, e recebido o valor de 8 mil reais como indenização.

E foi justamente em busca desse dinheiro, que os dois homens, invadiram a casa, renderam a vítima exigindo que ele repassasse o valor. Ele então se recusou, e foi levado para a parte de fora da casa, onde continuou a ser ameaçado, ele então, voltou sendo escoltado pelos brandidos até o quanto onde a esposa estava com os filhos, ele então pediu o dinheiro que estava na bolsa dela, no valor de 6 mil reais, e entregou para os bandidos.

Implorando para que não fosse feito nada nem com ele, nem com a família, porém, os homens levaram a vítima para os fundos da propriedade, poucos minutos depois, a esposa começou a ouvir gritos de socorro, a vítima mesmo esfaqueada conseguiu pular o muro e pedir ajuda de vizinhos.

Doilso foi socorrido e levado para o Hospital Lázaro Reis, chegou a ser atendido e passou por procedimento cirúrgico, mas não resistiu e morreu por volta das 2h da madrugada desta quarta-feira (18).

Os bandidos fugiram levando o dinheiro e o celular da vítima e até o momento não foram presos. As suspeitas da Polícia Civil, até pelas circunstâncias do crime, é que os autores sejam pessoas próximas a vítima e que tinham conhecimento que ele estaria em posse dessa quantia em dinheiro. Diligências estão sendo feitas no local do crime, para tentar pistas que levem até os envolvidos nesse latrocínio.

IMAGENS FORTES

    1